Empresa de gestão de imóveis de dezoito anos duplica a receita graças ao Airbnb

Escrito por Airbnb

Foto instantânea

  • Imóveis sob gestão: 130
  • Primeiro anúncio no Airbnb: final de 2016
  • Resultado-chave: a receita dobrou em apenas dois anos
  • Outros resultados: o Airbnb agilizou o processo de verificação dos hóspedes

 

A Phillip Island Holiday Homes nasceu em 2001, quando a dona de casa Bernadette Rudd, de Melbourne, Austrália, decidiu que poderia fazer um trabalho melhor gerenciando aluguéis da casa de férias da família do que o agente imobiliário que ela contratou para isso. Uma vizinha, impressionada com a dedicação de Bernadette, perguntou se ela também poderia gerenciar reservas para a casa deles.

 

Hoje, a empresa gerencia 130 propriedades na espetacular e rústica ilha, reconhecida internacionalmente por suas praias imaculadas, pinguins-azuis e sua enorme colônia de lobos-marinhos. O marido de Bernadette, Les, e seus filhos adultos, Caleb e Joel, se juntaram à empreitada.

 

Agora a família Rudd experimenta algo quase inédito para uma empresa familiar de 18 anos: “Nosso negócio dobrou efetivamente em cerca de dois anos”, diz Joel. Ele atribui grande parte do crescimento da receita a dois fatores: “Termos aumentado o número de propriedades que cuidamos, e o Airbnb.”

 

Os dois se relacionam. Até recentemente, Phillip Island, a apenas algumas horas de carro de Melbourne, era um destino famoso entre viajantes de fim de semana e de um dia que queriam curtir a vida selvagem ou assistir a uma das corridas de motocicletas do Grand Prix australiano realizadas regularmente na pista de 5 km da ilha. Os negócios de aluguel vinham principalmente de anúncios classificados em jornais e revistas locais.

"Agora, uma porcentagem cada vez maior das pessoas que reservam acomodações vem do exterior ou de outros estados, e a maioria reserva através do Airbnb"

Joel, Phillip Island Holiday Homes

O alcance infinito do Airbnb alterou radicalmente isso. “Agora, uma porcentagem cada vez maior das pessoas que reservam acomodações vem do exterior ou de outros estados, e a maioria reserva através do Airbnb”, afirma Joel.

 

O sistema de comentários bidirecionais do Airbnb e o processo de verificação dos hóspedes economizam tempo, permitindo que a família Rudd dedique mais tempo a oferecer uma hospitalidade extraordinária.

 

“Muitas outras plataformas têm um sistema de comentários unidirecional, onde os hóspedes podem falar sobre sua experiência, mas nem sempre você pode falar sobre os hóspedes”, exemplifica Joel. “Temos um alto grau de confiança de que os hóspedes que reservarem através do Airbnb farão a coisa certa, porque podemos dizer: ‘Essa turma é ótima, voltem novamente.’ E, se eles não fizerem a coisa certa, o que é raro, podemos compartilhar essa informação também.”

Phillip Island  está repleta de vida selvagem nativa: a família Rudd já se acostumou com os hóspedes confusos sobre como lidar com uma equidna espinhosa ou um canguru do pântano que aparece no jardim. Eles têm um apanhador de cobras de plantão para reassentar de suas propriedades as serpentes-mocassim-cabeça-de-cobre que surgem (a espécie venenosa típica da ilha).

 

Mas, em grande parte graças ao Airbnb, a família pode atender a esses incidentes e praticamente a todos pedidos dos hóspedes no conforto de seu escritório em Melbourne. Além de ficar livre para se concentrar na expansão dos negócios — e ajudar mais pessoas a compartilhar suas casas.

 

Por causa disso, as ambições da família Rudd cresceram muito desde que começaram a anunciar no Airbnb há três anos e, agora, esperam expandir em 10 vezes o número de propriedades que gerenciam ao longo da próxima década. “Nada nos impede de expandir além das fronteiras de Phillip Island”, afirma Caleb. “E nosso crescimento acentuado tem sido possível por causa do Airbnb.”