O Eco resort em Bali consegue 90% de ocupação usando o Airbnb

Escrito por Airbnb

Foto instantânea:

  • Número de quartos: 9
  • Primeiro anúncio no Airbnb: 2016
  • Resultado-chave: taxa de ocupação 50% superior à média local
  • Outros resultados: a maioria dos hóspedes reserva através do Airbnb

 

Eric Sabot realizou um sonho no final de 2016 quando abriu o Le Bamboo Bali, um resort ecológico com nove cabanas de bambu, uma piscina infinita e um restaurante vegetariano. Mas ele não sabia como atrair clientes que abraçariam a experiência única que ele estava oferecendo.

 

Eric passou sua juventude viajando, estudando negócios e vivendo em nove países diferentes. Mas ele não tinha certeza de onde queria chegar até visitar Bali. Ele se apaixonou pela ilha, vendeu a exportação de waffles belga que começou quando morava em Taiwan e começou a planejar seu resort.

Projetou o lugar em sua imaginação e passou três anos construindo tudo, com a ajuda de um empreiteiro local.

 

Enquanto se preparava para inaugurar, Eric fez amizade com uma moradora local, que estava anunciando propriedades no Airbnb. Quando ela explicou como a plataforma funcionava, Eric viu o potencial do Airbnb para ajudá-lo a alcançar um grande número de pessoas interessadas em um estilo de vida ambientalmente sustentável. Anunciar no site significaria que ele poderia gastar menos tempo divulgando a propriedade, o que geraria tempo livre para ele se concentrar em criar uma estadia memorável para seus hóspedes.

 

“As pessoas no Airbnb não querem ir a um lugar clássico onde tudo parece igual”, afirma Eric. “Elas estão procurando novas experiências. E é isso que dou a elas.”

Os usuários com perfil aventureiro do Airbnb ficaram loucos pela propriedade e agora a maioria dos seus hóspedes vêm do site. Embora a taxa de ocupação média em Bali seja de cerca de 65%, Eric diz que sua taxa de ocupação fica entre 90% a 95%, e ele atribui uma parte significativa disso ao Airbnb.

 

Os hóspedes do Le Bamboo Bali tendem a ser casais jovens que procuram uma alternativa à cena baladeira, a marca registrada de outros resorts na ilha. Eles curtem muito as peculiaridades da propriedade, como os banheiros ao ar livre, os galos que cantam no início da manhã na fazenda próxima e a ausência de ar condicionado em metade das cabanas (Eric tenta manter sua promessa de sustentabilidade ambiental).

"Através do turismo, quero transformar o modo como as pessoas pensam sobre a vida", diz Eric. “E o Airbnb me permite fazer isso.”

Eric Sabot, Le Bamboo Bali

Em grande parte, isso funciona porque Eric coloca no anúncio todas as implicações da experiência dos viajantes no Le Bamboo Bali.

 

“Não permitimos plástico na minha propriedade”, diz ele. “Sempre fui vegetariano e o restaurante reflete isso. Os hóspedes que recebemos no Airbnb são muito descontraídos e respeitam tudo isso.”

O sucesso de Eric permitiu que ele expandisse. Ele está construindo uma propriedade em frente à praia, no local onde sua antiga casa pegou fogo. Em breve ele anunciará várias unidades que ele acredita serem “Instagramáveis”, incluindo uma “Sala Titanic”, onde as ondas do oceano quebrarão bem na janela do quarto.

 

Ele também está construindo um resort “casa na árvore” de três unidades no Sri Lanka, que abrirá para os hóspedes do Airbnb no ano que vem. Ambos, declara, são voltados para os tipos de clientes do Airbnb que tornaram o Le Bamboo Bali um sucesso e que buscam uma propriedade de férias única.

 

Eric não é motivado por dinheiro, mas por expandir sua visão. O Airbnb, ele diz, o ajudou a encontrar pessoas que abraçam essa visão, enquanto oferece a ele a liberdade para experimentar.

“Através do turismo, quero transformar o modo como as pessoas pensam sobre a vida”, diz Eric. “E o Airbnb me permite fazer isso.”